History
Icon-add-to-playlist Icon-download Icon-drawer-up
Share this ... ×
...
By ...
Embed:
Copy
01 - Animal irracional
November 06, 2010 11:42 AM PDT
itunes pic

Você tem razão, meu bem
não há razão meu coração
Você não quer mais pensar
no que os outros vão pensar
Eu queria pensar em quem me quer
querer quem pensa em mim

Mas sou só um homem
um animal irracional
Meu bem, não me leve a mal

Te aceito, me aceite
Meu acinte, seu assunto
Me divido, compartilho
o meu mundo e vou fundo

Se quiser eu posso ser o seu bichinho de estimação

Você tem razão, meu bem
Não há razão meu coração
Now I wanna be your dog

02 - Amigo
November 06, 2010 11:29 AM PDT
itunes pic

Amigo eu sempre tento ser um pouco diferente
Só um pouquinho diferente já me é suficiente
E a minha diferença não tem que ser tão evidente
E se eu fosse realmente diferente eu seria mais contente

Mas eu me sinto tão igual
Um sujeito tão normal
Indivíduo social
Eu não sou nada genial

Eu
Eu sou
Eu sou só
Eu sou só um
Eu sou só um homem
Eu sou só um homem só
Eu sou só um homem
Eu sou só um
Eu sou só
Eu sou
parte de Nós

Tá tudo diferente. Tá todo mundo igual
Tudo diferente: Todo mundo igual
Tudo diferente: Todo mundo igual

Amigo: eu sempre tento ser um pouco diferente

03 - Anormalidade
November 06, 2010 11:12 AM PDT
itunes pic

Sou um cara normal, aquele que vai sem saber onde vai
Sou um cara normal: a cara da mãe e o jeito do pai
Sou um cara normal: mais um que se engana Todo dia
Sou um cara, mais um: gravata e pasta: me escondo no “Bom dia”

Mas eu sou daquele tipo parecido com você
Sou daquele tipo que se entrega sem querer
Sou daquele tipo aqui, tipo acolá
Sou daquele tipo “a mão na frente e a outra atrás”
Tanto faz
Eu não sou nada
Mas eu sou

Pois é

Sou um cara aí caminhando na rua e olhando pra lua
Sou um cara
Até gosto da minha vida e eu amo a sua

Não me importo se amanhã serei esquecido
Te falo no ouvido o que eu sinto do perigo
Assumo essa loucura de ser mais um normal,
um mortal que teme a morte
eu vivo entre o bem e o mal
Um sinal da minha sorte me orgulho do azar
de querer ser assim mesmo
Onde a gente vai parar?

Não quero ser só mais um que foge de si
fingindo estar tudo bem
Não quero ser só mais um foge de si
num tranqüilo Amém

Sou um cara normal aquele que vai sem saber onde vai
Sou um filho da mãe com a cara do pai

04 - Sobrevivo
November 06, 2010 10:53 AM PDT
itunes pic

Pois é
Tá caro, meu caro
Cara ou coroa?
Mas que caralho
Pago um preço caro por um caminho que não escolhi

Caí de cara
Quebrei a cara
Dei a cara a tapa

Sobrevivi

O dia já nasceu e ela continua morta
Fala pra ela acordar logo que ninguém se importa
Abra a janela, arrume a cama, escove os “dente”
Tire a remela do seu olho, se trate como gente
Sobreviva

Coitado de quem pensa que me faço de coitado
Só porque declamo do que me deixa incomodado
Num falo só de mim não é um grito solitário
Mas eu não sou um líder, mas também não sou otário
Sô mais eu

Cê sabe bicho que tudo gira em torno do dinheiro
A gente não tem muito, mas a gente dá um jeito
Sou um bicho feio de doer cê pode ver,
O Zeca sabe conversar, “prasvêis pudê metê”
Bão demais!

Essa miséria: rica em inspiração
Não posso me dar ao luxo de ter depressão
A vida tá difícil, mas a gente dá um jeito
às vezes, eu me canso, fico triste, porque ninguém é perfeito
E arranje um pedal de efeito pra cobrir os meus “defeito”
É o jeito
Dito e feito
Eu me aceito

Coitado de quem pensa que me faço de coitado
Coitado de quem acha que me faço de coitado
Coitado de quem diz que me faço de coitado
Eu num sou “troxa” e de bobo eu só tenho o andado
Sobrevivo

05 - Todo dia
November 06, 2010 10:33 AM PDT
itunes pic

Todo dia a mesma novela
Todo dia quero arroz na panela
Todo dia eu sempre penso nela
Todo dia esqueço que a vida é bela

Todo dia tarefa pra fazer
Todo dia mas eu sei lá o que
Todo dia pra te convencer
que Todo dia eu não sou você

Todo dia eu tenho que lembrar
Todo dia: minha foto no crachá
Todo dia: vou me estressar
mas Todo dia: eu aceito aceitar

Todo dia: na fila a esperar
Todo dia: não posso parar
Todo dia: blá-blá-blá
Todo dia: até quando? Eu vou suportar?

Todo dia: carrego minha cruz
Todo dia: rezo pra Jesus
Todo dia: eu apago aluz
Todo dia: o dia me conduz

Todo dia: tanta humilhação
Todo dia: arroz com feijão
Todo dia: manteiga no meu pão
Todo dia: bate o coração

Todo dia: eu sou o povão
Todo dia: espremido no “buzão”
Todo dia: eu não digo não
Todo dia: eu finjo que toco violão

Todo dia: vai anoitecer
Todo dia: nasce um bebê
Todo dia: eu posso morrer
Todo dia: você foge de você

Todo dia: o mesmo caminho
Oh! Não!
Não agüento não!!!

O inferno deve ser esse
Todo dia: a mesma música pra cantar

Todo dia: isso não vai acabar?
Todo dia: a mesma fé pra acreditar
Todo dia: a mesma merda pra falar
Todo dia: o meu aqui está aí
Todo dia: eu não vou mais repetir
Todo dia: eu não sou mais um ninguém
Todo dia: vem pra dança você também
Bem
Tudo bem
Tudo bem além
Tudo bem além do bem e do mal

Eu não quero o que eu queria
Eu queria sua companhia
Todo dia o gato mia
e eu ia lá na padaria
Todo dia
ia – ia – ia – ia – ia – ia
Porcaria
Monotonia
Burocracia
Desarmonia
Correria
Eu sofria com a minha azia essa agonia
Todo dia

06 - Sinto falta de mim
November 06, 2010 10:05 AM PDT
itunes pic

Sinto falta de mim - Saudade do que fui

Hoje de manhã vi que envelheci
e caí em mim: me lembrei de nós
Hoje de manhã voei por aí no ar
Saudade do que fui

Hoje no amanhã o tempo parou.
Sei que nada sou, vivendo tão só
Hoje no amanhã desapareci no Sol
Saudade do que sou

Deitei no chão
olhei pro teto
aqui faz frio
e eu sinto medo
o mesmo vazio
e o mesmo leito
a cabeça dói
e essa dor no peito

07 - Minha amiga
November 06, 2010 09:51 AM PDT
itunes pic

Oh, minha amiga. Há quanto tempo! Como foi bom te encontrar
Vamu botá a conversa em dia. Tá tudo fora do lugar
Eu ando e olho aquele povo que vai vivendo sem ninguém, meu Deus
Vejo que ninguém vê mais ninguém e eu não vejo também

Eu já procurei e cheguei até aqui
Vim no rumo dessa estrada sem ter pra onde ir
Mas eu já vou me encontrar
Aqui, ali e lá

E quem confia além da conta muito se engana nessa vida, amiga
Quem não confia vive isolado sorrindo de quem não duvida
Quem se isola vive a sofrer, mas quem não sofreu não viveu, eu sei
Eu vivo um tanto um quanto irritado. No meio de nóis eu sou mais eu

E eu me enganei quando pensei que eu era eu
E você que refletiu nesse caminho se perdeu
Mas eu já vou me encontrar
Aqui, ali e lá

Eu quero entender qual é o jogo essa vida
“Quem não comunica sempre se estrumbica”
Mas eu já vou me encontrar
Aqui, ali e lá

Oh, minha amiga... tô terminando, pois tá na hora de ir embora, agora
A qualquer dia a gente se vê precisando é só chamar eu vou na hora

08 - Pelas barbas do proféta
November 05, 2010 02:50 PM PDT
itunes pic

A minha viola vai cantar
Ela vai cantar até o dia clarear

Um acorde na minha viola
Pra que você acorde agora
Acorde agora, pois o tempo está indo embora

Pelos olhos de Chico Buarque
Pelo beijodoce de Judas
Pelas veias de Jimi Hendrix
E por esse“Deus nos acuda”
Pelas barbas do profeta cada um que trace sua meta

Pelos versos de Camões
Pelo traço de Robert Crumb
E pra quem já leu Grandes Sertões
Pra Bob Marley e pra quem quer que fume
Pelas barbas do profeta cada um que trace sua meta

Pela Santa Palavra do Padre, pela mente do descrente
Pelo sorriso lindo do político
Pela fé do inocente
Pelas barbas do profeta cada um que trace sua meta

A minha viola é discarada
Viola amaldiçoada
Ela mete onariz aonde ela não foi chamada

Mas a minha viola continua
Continua nessa dança nua
Ela vai gritar até lhe crucificar

E é dando que se recebe
Eu já sei muito bem o que é isso
E amai-vos uns aos outros
“Tô com Jesus e com São Francisco”
Pelas barbas do profeta cada um que trace sua meta

Pela transa de Romeu e Julieta
Quem não pode que fique na punheta
Ninguém esquece a primeira trepada
Aquela que cê fica até com a alma pelada
Pelas barbas do profeta cada um que trace sua meta

O pierrô espera a colombina
Cê espera a salvação divina
Não espere que eu vá te esperar
E, por favor, não me proiba de sonhar
Pelas barbas do profeta cada um que trace sua meta

Tanta coisa pra eu te falar
Que eu não sei por onde começar
Pra terminar eu vou te dizer
Que você tem que ser você
Pelas barbas do profeta cada um que trace sua meta

Eu não sei pra onde vou

Mas
eu
vou

09 - Quase nada
November 05, 2010 02:20 PM PDT
itunes pic

Meu coração bate no peito
A vida bate na minha cara
e no final tudo isso rebate em quase nada

Maria bate com a indiferença
João apanha na sua crença
Todo mundo sabe que a pior porrada é da palavra

E quando eu era bem pequeno, bem menor do que pareço ser
Eu ouvia e repetia aquele novo amanhecer
Me diziam que era pecado eu querer, mas eu queria querer
E agora eu vou falar do meu viver

Aponto o dedo, aponto o lápis,
Aponto o caminho. Eu tô no ponto
E ponto final. Eu tô lá no ponto de ônibus

Sem medo de falar e errar
Sem medo de andar e tropeçar
e aquele velho medo de falar do nosso medo

Eu na minha triste condição de ser humano normal
Não me importa se é o que quero e nisso não tem nenhum mal
Hoje resolvi te explicar aquilo que quero entender
Você olha pro céu tentando achar aquilo que já está em você

Acenda uma vela. Abaixe o tom da sua voz pra falar comigo
Posso ser qualquer um, mas eu não sou só mais um
Sou qualquer dois

(Dois mi réis abençoado por São Cosme e Damião
Eu rezo pro meu “padim Ciço” e pra Nossa Senhora do Pérpetuo Socorro
pra abençoar esse povo trabaiadô do meu sertão. Obrigado, meu Jesus!)

Vamos vivendo a prestação
Esperar o céu e viver no chão
Vamos vivendo a prestação
Sem dizer não

10 - Deus seja louvado
November 05, 2010 01:59 PM PDT
itunes pic

Deus, me dê forças para caminhar, mas vê se não me empurre
Deus, não me deixe me cansar de mim e me livre dessa culpa
Deus, me dê coragem para continuar aqui nesse mundo, imundo
Deus: te perdôo, mas abençoe esse pobre vagabundo

Tantos séculos de evolução
para acabar nessa situação

Deus, ilumine essa rua escura. Me dê um lampião!
Deus, cicatrize essa ferida que sangra no meu coração
Deus, me retire daqui desse poço que é tão fundo
Deus, um sinal, eu também queria pão, mussarela e presunto

Só um nome na lista telefônica
ninguém liga pra
Só um nome na lista telefônica
Deus lhe pague. Durma com Deus!

Popularize o progresso da ciência
Equilibre essa minha paciência
Me liberte dessa má consciência
Marx, Buda, Nietzche, Cristo, Freud, Alá, Sartre ou Tupã?

Deus Seja Louvado
li a mensagem na nota de 1 real
Louvado Seja Deus
nos deu Arnaldo: um lóki surreal
Deus, obrigado, por estar aqui, por ser o que sou: cuiabano de Goás e muito mais
Eu não sou Raul Seixas, nem Roberto Carlos, não sou o Tom Zé, não sou o Tom Waits e nem Diego de Moraes

Deus, vou montar uma igreja para me montar... minha salvação
Deus, em nome do seu amor vou virar pastor para faturar a próxima eleição

Next Page